É PRECISO MUDAR NO INÍCIO PARA QUE O FINAL SEJA FELIZ

Publicado em América, Futebol
Carlos Cruz/América/Divulgação
Carlos Cruz/América/Divulgação

(Fred Thompson)

Sabemos que o Brasileirão está apenas em seu início, contudo, o sinal vermelho já deve estar ligado no América, ao menos deveria. Quando se critica o time, planejamento e comissão técnica, a primeira reação é lembrar o título estadual deste ano, porém, o Campeonato Mineiro já passou e numa competição de pontos corridos é preciso uma regularidade muito maior que apresentada até então.

Independente da etapa em que estamos no Campeonato Brasileiro, é notório que se continuarmos assim o final do ano será trágico – e ninguém quer repetição de 2011.

O que precisa mudar para o América ter melhor rendimento a partir de amanhã, no clássico contra o Cruzeiro?

A mentalidade: somar 1 ponto em 9 disputados (6 em casa) e dizer que o time está evoluindo ou merecia melhor sorte é uma muleta utilizada por jogadores. Diretoria e comissão técnica precisam parar de utilizar o estadual como muleta.

Contratações: é notório o América precisa se reforçar, principalmente no meio-campo. Os critérios de contratações estão em cheque, pois até agora poucos trazidos renderam. Tiago Luís não rendeu como esperado ainda, Rafael Bastos idem (este não deveria nem vestir a camisa do América mais, em função dos gestos que fez à torcida), William Barbio não demonstra sequer empenho, entra no segundo tempo e já parece cansado.

Além disso, muitas contratações se lesionam com frequência, como Adalberto, Pablo, Osman e Borges. Será que a avaliação foi correta? Onde está o dinheiro do patrocinador, cotas de televisão e da venda do Richarlison?

Givanildo: não há como contestar que se trata de um ídolo da torcida. Mas está faltando variação tática, padrão de jogo ao time treinado por ele. Não existem jogadas de bola parada, o time joga com lançamentos partindo do goleiro e defesa, que não produzem absolutamente nada. Não existe meio-de-campo, há um espaço abissal entre ataque e zaga, e a insistência com Leandro Guerreiro só piora este cenário.

Outra coisa precisa mudar:

No último jogo no Independência, contra o Vitória, a Torcida Seita Verde levou uma faixa ao campo protestando contra o preço dos ingressos. Pouco depois que um torcedor se manifestou, houve tentativa de censura por parte dos fiscais e da Polícia Militar, que pediram para que os membros da organizada não levantassem a faixa novamente.

Concorde ou não com a reivindicação, qualquer pessoa tem o direito de se manifestar durante a partida.

Pode parecer prematura a preocupação. Mas quanto mais tempo for desperdiçado, menores as chances de nos darmos bem no Brasileiro, uma competição difícil e nivelada. “Deus ajuda quem cedo madruga” diz o ditado, portanto é hora de acordar!

Siga o blog no Facebook e no Twitter

Um comentário para “É PRECISO MUDAR NO INÍCIO PARA QUE O FINAL SEJA FELIZ

  1. E agora ? Que dizer do catedrático Sergio Vieira? É impressionante como os responsáveis pelo futebol do America são incompetentes! O Givanildo, que aguentou esta diretoria, foi embora, por muito menos. Ainda de ressaca de mais uma derrota, o treinador já se alegra porque o Adalberto vai voltar! Pelo amor de Deus!!! Será que ninguem enxerga ? Com a exceção do João Ricaredo, não temos nenhum jogador! Sugestão: mande embora todos estes impretáveis e mais quem os contratou. Contrate 13jogadores, tipo Boiadeiro, Pintado, Tupazinho, etc, que vistam a camisa com orgulho.O resto manda procurar os direitos na justiça. Ou então, como dizia,e deve dizer ainda um ex presidente: O America é time de serie B.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *