A outra Máfia Atleticana

Publicado em Atlético, Campeonato Brasileiro, Campeonato Mineiro, Copa do Brasil, Copa Sulamericana, Futebol, Torcida
alexandre-gallo-sergio-sette-camara-atletico-galo
(Foto: Bruno Cantini/Divulgação)

(Por Fernando Gregori – @ferdsmg)

Nos anos 70/80, o Mineirão do povo, aquele que não extorquia a torcida e nem parecia um teatro de ópera, recebia a presença de inúmeras torcidas organizadas que eram responsáveis por fazer a festa nas arquibancadas, sem distinção de raça, cor e credo.

Dentre elas, existia uma com um nome bem peculiar. A MAO – Máfia Atleticana Organizada. Uma torcida que de máfia não tinha nada. Só o nome para se impor e parecer feroz. Entre umas brigas e outras sem grande importância, a MAO acabou sumindo, como tantas outras torcidas do Galo que alegravam o antigo Mineirão.

Eis que, em pleno 2018, podemos constatar que uma nova Máfia Atleticana está em ação. Mas, diferente da MAO, a Nova Máfia Atleticana – NMA – não está nas arquibancadas. Está completamente instalada dentro do Clube Atlético Mineiro. Um grupo que se acha tão dono do Galo, que chega ao ponto de desprezar sua imensa torcida.

E NMA tem táticas típicas de qualquer máfia. Atacam quem a critica, impõe sanções a quem os desafia e até usa de meios sujos para abafar quem tem opinião contrária. É um clã, que chancelado por 3 a 4 anos bons nos gramados, faz o que quer dentro do clube. Desde afastar completamente o povão da sua maior paixão, até dar entrevistas horripilantes com cara de ditadura militar.

São capazes até de printar textos para usar depois em alguma tática de retaliação. E pior, fazem isso na maior cara de pau, usando uma grande rádio como assessoria de imprensa. Mentem descaradamente para a torcida, para justificar suas cagadas e seus erros grotescos.

A última ação inescrupulosa da NMA consiste em proibir jornalista de fazer perguntas diferenciadas aos nossos treinadores. Querem apenas puxa sacos que não pressionem um grupo incapaz de ganhar do poderoso Atlético Acreano. Querem apenas elogios por não saberem fazer um mínimo planejamento. Querem receber afagos por contratar seguidos treinadores e jogadores fracassados, sem qualquer coerência com o elenco. Querem fazer a política do bom e barato, sem se preocupar com a imagem e o nome sagrado da instituição.

E a mais nova tática dessa Máfia é jogar um treinador favorito da torcida na vala, apenas para justificar as merdas que fizeram. Afinal, para a NMA não basta tirar o Galo do caminho dos títulos. É preciso jogar o clube na rota do fracasso e da humilhação. Seja por um prazer inexplicável de ver o time se afundando ou apenas para encobrir outras incompetências, a NMA segue sua trajetória vergonhosa de destruição da relação clube x torcida.

Estamos diante de um clã que não vai largar o osso tão cedo e vai esmagar qualquer traço de oposição que surgir, simplesmente para se manter no poder. Aparelharam o Galo e fodas da torcida.

Agora, a única coisa que pode salvar o clube é a torcida se virar contra essa NMA. Porque o Galo não é do Alexandre, da Adriana, do Daniel, do Sérgio, do José, do Oswaldo ou de qualquer outro funcionário que hoje lá esteja.

O Galo é nosso. É do povo. É da Massa. E a gente não aceita censura, não aceita descaso, não aceita truculência e muito menos ameaças. A gente só quer o nosso Galo de volta. E não venham me dizer que foi graças a esse clã que ganhamos os últimos títulos. Foi graças à torcida que sempre carregou esse time nas costas. Até porque, nenhum título justifica o que estamos vivenciando hoje.

Perder para Caldense no Horto é o de menos. Perder o orgulho de ser atleticano é o mais grave. E hoje, por causa dessa Máfia que tomou o Galo de assalto, estamos perdendo a vontade de torcer.

Por isso, queremos um presidente que GOSTE de falar de futebol, que respire Galo 25h por dia e que trate o clube a torcida com o máximo de prioridade possível. E não um cara qualquer, indicado pelo chefe do clã, apenas para perpetuar o poder da Máfia. A paciência acabou. Se querem tratar a Massa como inimigo, verão como somos fortes.

Devolvam nosso Galo!

Gostou do conteúdo? Deixe sua opinião nos comentários.
Siga o blog > Facebook | Twitter | Instagram

*Caro leitor, para comentar é necessário, primeiramente, fazer login com Gmail (Google), Facebook ou Twitter. Caso você não queira utilizar uma dessas opções, é possível fazer comentários informando apenas seu nome e e-mail clicando no campo “Nome”, abaixo de onde está escrito “ou registre-se no Disqus”. A partir disso, basta marcar a opção “Publicar comentário sem iniciar sessão”. Deixe sua opinião, ela é muito importante para nós.

7 comentários para “A outra Máfia Atleticana

  1. Estávamos ontem minha filha, eu e uma amiga assistindo ao jogo no portão 3. De longe dava para distinguir Alexandre Gallo, Marques e outros naquele espaço onde fica a placa Decacampeão. Minha filha solta: mãe o Alexandre Gallo tem um tipo daqueles mafiosos italianos.

  2. Gosto muito de escrever,dar minha opinião. Tá no sangue. Mas hoje tenho pouco a dizer em relação a vc ter esgotado em mim a reserva desse assunto : FALOU TUDO. PARABENS..!!!!!

  3. Investiram milhões e milhões para ganhar Libertadores,Copa do Brasil,Brasileirão e o Mundial de Clubes mas esqueceram que uma hora a conta ia chegar,o Kalil e o Nepomuceno nem esquentaram a cabeça pois sabiam que no mandato deles as contas não iam chegar,agora chegou e arrumaram o BOBO DA CORTE para tomar pancadas de tudo quanto é lado.

  4. Olhem: o Galo perdeu a chance de ser BI ou TRI da Libertadores, de 2014 a 2017, simplesmente por falta de uma boa gestão. O time era bom, estava bem montado… mas, em função da doença e falecimento do Eduardo Maluf, não se tomou a decisão correta quanto à contratação de um diretor imponente, abandonando – de certa forma – os técnicos perante os jogadores de renome que tínhamos. Agora, tudo foi alterado – o Alexandre Gallo não me parece credenciado p/ assumir uma instituição como o Clube Atletico Mineiro (parece-me prematura a sua escolha – qual o curriculum dele em gestão esportiva e/ou futebolística?). Por outro lado, é o começo de um trabalho. Entendo que o recado tenha que ser dado – com muito trabalho, possivelmente (e não provavelmente) ele poderá fazer/ajustar a gestão – mas, assim como contratá-lo neste momento (ao invés de alguém mais experiente), demití-lo imediatamente, seria um tanto injusto e não faria bem para o nosso momento político. Quanto aos demais escolhidos (ex jogadores) precisarão aperfeiçoar / fazer cursos para saberem lidar com uma nação do porte da massa atleticana (que, aliás, de longe é muito mais forte que as duas outras torcidinhas inexpressivas).
    Grande Abraço!

  5. Estão de olho no estadio! Ou vcs não acham que o dinheiro vai rolar para esse grupo!? O time e a torcida que se fodam! Vão ficar ricos! Ate hoje não da pra engolir essa historia do Diamond Mall. Tudo mal explicado num nebuloso acordo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *