VAR a m#%$da

Publicado em Copa Libertadores, Cruzeiro, Futebol
var-fifa-arbitro-video-cruzeiro-boca-conmebol-libertadores-2018
(Foto: FIFA/Reprodução)

(Coluna Tá em Jogo, por Paulo Marques – @phcm92)

Com um sistema criado para praticamente aniquilar erros dos árbitros, o que aconteceu na Argentina no jogo entre Cruzeiro e Boca Juniors, na quarta-feira (19), foi algo muito mais sério que um simples erro.

Juízes sempre erram, sempre vão errar. Aqui no Brasil, na Argentina, na Colômbia, Espanha, Itália… Difícil é entender como, mesmo após ver e rever o lance DIVERSAS vezes, acontece algo como a expulsão bizarra do zagueiro Dedé. O Sr. Eber Aquino teve mais de 5 minutos para conversar com o árbitro de vídeo e mesmo assim cometeu um erro grotesco, inadmissível.

Se tratando do VAR, não podemos nos esquecer de que, em várias vezes, árbitros fracos são escalados para ser árbitro de vídeo. Os mesmos que já demonstraram, em campo, não saberem interpretar as regras. Então, colocar um replay para ele, com vários ângulos de câmera, pode não resolver nada se ele não for preparado.

O que aconteceu em La Bombonera no jogo pelas quartas-de-final da Libertadores foi tão absurdo que a até mesmo a imprensa argentina estranhou o fato. O mesmo ocorreu com os jogadores do Boca, que demoraram para entender o que havia acontecido no lance da expulsão.

Entretanto, é preciso admitir que o time argentino foi levemente superior ao Cruzeiro, mas nada que assustasse. A Raposa conseguiu jogar de igual para igual em vários momentos do jogo, mas foi incompetente em outros, e o “erro” do juiz não pode esconder isso.  Foi uma péssima noite de Thiago Neves, Lucas Silva, Rafinha, Egídio e Mano Menezes. Não fosse isso, o Cruzeiro poderia ter saído vitorioso.

Agora é tentar buscar forças e correr atrás do prejuízo. Cabe à diretoria celeste fazer a prometida promoção no preço dos ingressos para o jogo da volta, levando a China Azul a lotar a Toca 3 na esperança de ver o time jogar o que sabe e conquistar a classificação heroica.

VAMOS LA BANDA!

Gostou do conteúdo? Deixe sua opinião nos comentários.
Siga o blog > Facebook | Twitter | Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *