Dia mundial dos animais de rua: uma data para se refletir

Publicado em

 

Autora do blog Petcetera, da Revista Encontro,  há anos a jornalista Daniela Costa atua em prol da causa animal. Na foto, alguns dos seus pets resgatados: o gato Rick Martin e as cadelinhas Maria e Janis Joplin. Foto: Bruno Rafael

Em 4 de abril comemora-se o Dia Mundial dos Animais de Rua. A data é utilizada para conscientizar a população sobre a triste realidade de inúmeros pets sem dono. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que só no Brasil existam mais de 30 milhões de cães e gatos abandonados, mas nem tudo está perdido. Milhares de organizações e ativistas tentam reverter esta situação.

A data foi definida na Primeira Conferência Holandesa de Animais de Rua ocorrida em 2010 e escolhida exatamente por ser a metade do ano tomando como referência o dia Dia Mundial dos Animais, comemorado em 4 de outubro. Data dedicada também ao padroeiro dos animais, São Francisco de Assis.

Algumas pessoas questionam por que dar tanta importância a um animal. Provavelmente porque não existe um SAMU, ou qualquer outro atendimento público para lhes prestar socorro e  porque não é possível se mensurar o valor de uma vida. Em se tratando de seres vivos, todos precisam comer, beber e respirar.Todos precisam estar com seus órgãos vitais saudáveis para sobreviver. Todos necessitam de cuidados básicos para garantir o seu bem-estar.

A grande diferença entre humanos e animais? Os primeiros foram agraciados com inteligência única e livre arbítrio. Como seres racionais são capazes de batalhar por sua própria sobrevivência, tem plena consciência de seus atos e sabem as consequências dos mesmos.

Já os animais domésticos ou utilitários como cães, gatos e cavalos, são seres incapazes de sobreviver sozinhos. Com inteligência limitada, se assemelham às crianças e sempre precisarão dos pais para orientá-las, guiá-las e suprir suas necessidades. Serão sempre inocentes e incapazes de arquitetar o mal. Serão sempre leais e gratos pelo bem que recebem. Contarão sempre com a boa vontade dos humanos para viver.

Faça parte desta rede do bem!

COMO AJUDAR:

  • Adote um animal de rua
  • Reúna-se com seus vizinhos e cuide dos animais abandonados da sua região
  • Doe água, comida, carinho e contribua para a castração dos animais de rua que vivem próximos a você
  • Doe ração ou medicamentos a uma ONG ou protetor
  • Pague a vacinação ou castração de um animal
  • Resgate ou de lar temporário
  • Ajude a divulgar os animais que estão para adoção
  • Seja contra os maus-tratos e a crueldade animal

ONDE PROCURAR:

Projeto Au Que Mia – https://www.facebook.com/AuQueMia. (31) 9.9991-0338

Associação Bichos Gerais – Rua Pitangui, nº. 3556, Horto. (31) 3481-1968 / 3086-241

http://www.wspabrasil.org/redeparceiros/brasil/Associacao-Bichos-Gerais.aspx

Clínica Veterinária Animal Center – Av. Portugal, 3871, Itapoã – Pampulha. (31) 3441-0511

https://www.facebook.com/pages/Cl%C3%ADnica-Veterin%C3%A1ria-Animal-Center/141688035909740

BH/MG Adoção – https://www.facebook.com/groups/CAES.DE.BH/

Brigada Planetária – http://www.facebook.com/brigada.planetaria?fref=ts

Cão Viver – Rua 1º de Maio, n º 165 – Bairro Braúnas. http://www.caoviver.com.br

Gato Uai – http://www.facebook.com/groups/gatouai/?fref=ts

Projeto Nina Flor – http://www.facebook.com/pages/Projeto-Nina-Flor/562543510444757?fref=ts

Projeto Proteger – http://www.facebook.com/projetoproteger?fref=photo

SOS Bichos – http://www.facebook.com/sosbichos?fref=t

Superação Animal – https://www.facebook.com/groups/148293288638951/?ref=ts&fref=ts

 

 

 

 

 

Um comentário para “Dia mundial dos animais de rua: uma data para se refletir

  1. Eu gostaria de me incluir tenho um projeto que resgato cães da rua, das situações mais difíceis cuido e trato deles. Projeto vida pet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *