Já está valendo o rotativo digital em BH

Publicado em

rotativo digital foi apresentado, nesta manhã, na sede da prefeitura de Belo Horizonte. Até agora três aplicativos estão autorizados a comercializar créditos eletrônicos. Mas, de acordo com o presidente da Prodabel, Leandro Garcia, outras empresas já estão sendo avaliadas para oferecer o serviço. A recomendação da empresa de trânsito, portanto, é para que o motorista acesse o site da BH Trans, escolha o app, baixe no smartphone (Android ou IOS) e realize o cadastro. O pagamento pode ser feito por meio de cartões de crédito, débito, boleto ou dinheiro.

De acordo com Célio Bouzada, presidente da BH Trans, atualmente, a capital mineira possui 22.144 vagas físicas que, se respeitado o tempo de permanência máximo, se transformam em 102.842 oportunidades de estacionamento. Genilson Zeferino, secretário municipal de segurança e prevenção, disse que a novidade vai possibilitar maior eficiência na fiscalização da guarda municipal. Cerca de 90 agentes vão atuar na fiscalização munidos de smartphones. A cidade possui 867 quarteirões que oferecem estacionamento no formato de rodízio.

O valor do crédito continua sendo o mesmo que o do talão azul: R$ 4,40. Os tempos de permanência também seguem os mesmos, ou seja, 1h, 2h, 5h ou 12h. Para quem não puder ou não quiser usar o celular, haverá postos de venda, onde será possível adquirir os créditos eletrônicos como em banca de jornais, lanchonete, livraria ou qualquer outro ponto credenciado com o selo Rotativo Digital. As famosas folhinhas, no entanto, continuam valendo por tempo indeterminado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *